01/12/2015

Declaração da Ordem Otani-Ha sobre o encadeamento do terrorismo e os atos de retaliação 「テロと報復の連鎖に関する宗派声明」を発表



(原本) http://www.higashihonganji.or.jp/news/important-info/13380/

 “Libertando-nos da cadeia de ódio e violência, rumaremos a um mundo onde todos podemos conviver juntos”.
Os atentados terroristas ocorridos no dia 13, foram sentidos com o mais profundo pesar. E as ações retaliatórias vistas como uma consequência natural encadeando o terrorismo com a consequente retaliação, disseminando-se cada vez mais em escala global, a nós como budistas, causa-nos uma profunda tristeza.
Nós, da Ordem Shinshû Otani-Ha, independentemente das diferenças de países, organizações, religiões, fé ou credo, apresentamos nossas condolências à todas as inumeráveis vítimas do assassínio, os feridos e aqueles que tiveram suas vidas ceifadas até agora.
O Buda Shakyamuni disse: “Todos os seres temem a violência. A vida é preciosa para todos os seres vivos. Colocando-se no lugar dos outros, não mate, nem faça com que os outros matem”. (Dhammapada). O Buda ensina-nos que é necessário pensar a violência, colocando-nos primeiramente no lugar tanto daquele que causa como também daquele que comete a violência.
Aqueles com os corações que correm em direção à violência impulsionados pelo ódio, arrebatam não só vidas alheias, mas também perde a própria natureza humana. Mesmo que seja tão difícil, é necessário buscar a Sabedoria da Verdade que apure a essência da violência e assim recuperar a sensibilidade pela vida.
O ser humano não é capaz de libertar-se do ódio através de retaliações empregando a violência, em vez disso, isso só continuará formando uma ruptura irreversível para a espécie humana, como nos comprova a história do passado.
Agora é necessário postar-nos profundamente envergonhados, afastar-nos da violência, buscar a sua cessação. Nós, um a um, somos questionados pelo passado e somos esperados pelo futuro.

30 de novembro de 2015.

Kôi Satoo
Secretário Geral da Ordem Otani-Ha (Higashi Honganji)

    (Versão: Sayuri Tyô Jun)

Nenhum comentário:

Postar um comentário