05/02/2016

Bonnô (Paixões Mundanas)



煩悩 Bonnô, em sânscrito: klesa – ilusões, desejos, as paixões mundanas

(Sayuri Tyō Jun)



 Em japonês a palavra Bonnô é formada por dois Kanji. Sendo o primeiro (han, bon, wazurau, wazurawasu) significa preocupar-se, adoecer, sentir-se bloqueado, obstruído, irritar-se, impacientar-se, precipitar-se. E consequentemente também tem o sentido de agoniar-se, angustiar-se, sofrer, afligir-se, causar transtorno, cansar, causar vergonha e constrangimento, enfermidade, bagunçado, aborrecido, trabalhoso, barulhento, incômodo, feroz e violento. O Kanji é formado pelo radical fogo à esquerda e pelo ideograma que representa cabeça. O Kanji é idealizado pela imagem do fogo como febre que causa uma cefaleia, adoecendo o indivíduo.

O segundo Kanji da palavra Bonnô é (nô, nayami, nayamu, nayamasu) que também significa preocupar-se, afligir-se, sofrer, sentir-se perdido, desorientado, adoecer. É formado pelo radical que é uma estilização do Kanji (coração, mente) e o lado direito é originado do Kanji (cérebro) significando aquilo que afeta, influi e compromete o coração e a cabeça. Representa sofrimento.

Portanto, Bonnô são os sofrimentos originados pelo nosso apego e atração pelas coisas do nosso mundo, que são transitórias, impermanentes e ilusórias. São nossas paixões mundanas, o apego desnecessário e fútil.

Existe a expressão 煩悩即菩(Bonnô Soku Bodhai) um paradoxo entre Paixões Mundanas e a Iluminação, significa que o ser humano possui as duas naturezas, a do Satori (Iluminação) e aquilo que o obstrui, o Bonnô. Sendo que juntos atuam e formam a natureza humana, portanto, o Bonnô torna-se o En (Condicionamentos) do Satori. Essa expressão é representada simbolicamente por 愛染明 (Aizen-myô-ô, Vajrarajapriya).


Nenhum comentário:

Postar um comentário